Archives for TIC

image_pdfimage_print

Empreendedorismo & TIC – Desafios e Oportunidades

 

Empreendedorismo & TIC – Desafios e Oportunidades

Nesse artigo, que é um resumo da palestra, apresentada na V Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, do Instituto Federal de São Paulo, Campus Capivari, abordaremos alguns aspectos do Empreendedorismo na área de TIC.

A diminuição do emprego formal, as mudanças nas leis trabalhistas e as tecnologias que cada vez mais estão substituindo a mão de obra, podem ser vistas como desafios ou oportunidades?

É possível e natural que cada um tenha uma percepção sobre esses aspectos, mas o fato é que as mudanças são inevitáveis e nos afetarão. Sendo assim, quais são os melhores caminhos a seguir?

O momento também é de pensar fora dos padrões tradicionais, ampliar o campo de visão e enxergar soluções ao invés de problemas!

Já faz algum tempo que o termo “Trabalhador do Conhecimento” está sendo utilizado, mas o que, de fato, ele significa?

Read More

Aumento da eficiência e da produtividade – O desafio de toda empresa

Um dos maiores desafios de qualquer gestor é o de conseguir aumentar a eficiência dos processos da organização e, com isso, ganhar produtividade, tornando-se mais competitivo e maximizando os lucros. A equação é complexa, está longe de ser uma atividade de rotina, exige cálculos complexos, análises minuciosas, planejamento estratégico e operacional e, em muitas vezes, o gestor não dispõe de todas as ferramentas para tomar a melhor decisão, pairando a incerteza sobre a decisão a ser tomada. Será realmente o passo correto?

Ao contrário do que os leigos possam achar, um gestor não tem bola de cristal, suas decisões não são tomadas em palpites ou ferramentas esotéricas, ele deve decidir com base em dados sólidos e informações precisas, do contrário, sua decisão pode sim não ser a melhor e, como consequência, amargos resultados podem ser colhidos. Diante disso, como fazer?

Nesse ponto o gestor deve procurar ajuda em ferramentas que possam auxiliá-lo, tal qual, por exemplo, faz um carpinteiro, que precisa das ferramentas adequadas para poder confeccionar seus móveis, ou o mecânico, que sem os instrumentos corretos também não terá condições de providenciar o conserto necessário. Assim também é o gestor, sem as ferramentas corretas, suas decisões e ações ficam muito limitadas. Essas ferramentas, no caso da gestão de negócios, são os softwares ou “sistemas”, como são comumente conhecidos.

Um software? Mas em que um software pode me ajudar? Além do que, não tenho dinheiro para comprar um sistema não!

Calma, o objetivo desse artigo é exatamente te ajudar nesse sentido, te mostrar que você pode sim, aliás, que você pode e deve utilizar dessas ferramentas, que te ajudarão muito a tomar melhores decisões, te auxiliarão a aprimorar suas habilidades como gestor e tomador de decisões. Veja bem, ajudar, fique tranquilo que o software não vai te substituir, mas te ajudar, assim como os equipamentos e exames auxiliam ao médico, os softwares ajudam e auxiliam aos gestores e tomadores de decisões, em qualquer área.

E se você acha que sua empresa não tem condições para investir numa solução informatizada, não se precipite, pois existem soluções de alto custo, de médio custo, de baixo custo e, inclusive, sem custo. Naturalmente, o que fará diferença entre elas é a quantidade de recursos e suporte, mas saiba que você pode ter um software sem investir muito ou nada, como é o caso dos softwares livres, que podem ser baixados e utilizados sem qualquer pagamento de licença.

Quantos aos benefícios, são muitos, mas vou destacar apenas alguns para que esse texto não fique muito longo. A utilização de softwares de gestão poderão te auxiliar a:

Reduzir erros: a redução de erros é um processo natural uma vez que os departamentos passam a trabalhar de forma integrada, portanto, sem necessidade de ficar informando várias vezes a mesma coisa, em setores diferentes e isso, naturalmente, faz com que os erros diminuam. Além disso, quando um processo passa a ser automático ou, ainda que não totalmente automático, mas com a menor intervenção humana possível, ele tende a ter menos erros.

Precisão de resultados: um software efetua cálculos e regras de negócio com muita precisão, pois foi programado para isso, portanto, fatores adversos que podem interferir num resultado não fazem parte da rotina do software, gerando resultados mais confiáveis. Essa precisão também se aplica aos setores mais importantes para qualquer empresa, como o financeiro, o estoque, a expedição, entre tantas outras atividades de rotina.

Aumento da produtividade: esse também é um benefício gerado pela implantação de um software, pois em decorrência do processo de implantação, normalmente as rotinas são revistas, possíveis falhas são corrigidas e, posteriormente, com o software, esses procedimentos passam a ser sistemáticos e obrigatórios, fator que impede antigos vícios e violações das rotinas estabelecidas pela empresa. Com isso, a produtividade também aumenta de forma natural, até porque, as ações repetitivas passam a ser feitas pelo sistema e os funcionários podem se dedicar a outras funções ou atividades.

Aumento da lucratividade: é claro que o simples fato de você implantar um sistema de gestão não fará sua empresa ganhar mais, mas com o passar do tempo, isso é outro reflexo natural da diminuição de perdas, aumento da produtividade e resultados mais rápidos e precisos. A combinação desses fatores pode sim levar a um aumento no lucro.

Naturalmente, abordamos os temas de uma forma bastante superficial, sem aprofundamentos técnicos, apenas para mostrar que a implantação de um software de gestão não precisa ser um processo extremamente longo e caro e que pode estar acessível a qualquer empresa.

Uma dica: sempre busque a ajuda de profissionais da área de TIC, pois somente eles poderão te ajudar com propriedade a escolher  a melhor solução. Fuja daqueles vendedores de software que prometem que o sistema que vendem vai resolver todos os seus problemas. Só um profissional sério poderá ajudá-lo a encontrar a melhor solução, num custo justo e que atenda as suas necessidades mais emergenciais.

Consultoria em Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC)

Consultoria em Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC)

A Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) é uma questão estratégica em qualquer organização, afinal, ela é um dos meios através dos quais processos podem ser melhorados, resultados otimizados, perdas minimizadas e, em decorrência, a organização se torna mais competitiva.

A TIC não é uma fórmula mágica que, isoladamente, será capaz de resolver a todos os problemas de uma empresa, mas  sim um conjunto de ferramentas de software, técnicas e procedimentos, que aliados a um processo de gestão eficaz, poderá produzir resultados positivos e significativos.

O papel da Consultoria em TIC vai muito além do desenvolvimento de um produto de software, como por exemplo, atuar diretamente nos Processos de Negócios, buscando formas de otimizá-los cada vez mais, auxiliar a criação do Plano Diretor da organização, a implantação e a gestão da Governança em Tecnologia, a elaboração de Políticas de Segurança da Informação, a Análise de Sistemas, entre muitas outras atividades de suporte tecnológicos.

Read More

Projetos Educacionais e TIC

Desenvolvimento de Projetos Educacionais com Utilização de  TIC

Aliar a Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) com o desenvolvimento de Projetos Educacionais, é o grande desafio de todas as instituições de ensino e profissionais da Educação.

A grande maioria dos alunos que hoje frequentam os bancos escolares já nasceu na era digital, a utilização de recursos tecnológicos é vista, por eles, como algo perfeitamente natural e eles se sentem totalmente integrados a essa realidade, fato que nem sempre é tão verdadeiro aos seus professores, tendo em vista que muitos dos que hoje atuam na área educacional, ao contrário dos seus alunos, não nasceram na era digital, mas estão se esforçando para se adaptar a ela.

Diante dessa situação, buscar formas de integrar as ferramentas tecnológicas ao processo educacional, se constitui num grande desafio, pois a falta de conhecimento gera resistência, que por sua vez, vai gerar, naturalmente, o desinteresse por parte dos alunos, que não se sentirão à vontade com as práticas adotadas pelo professor.

Já o professor, por não dominar a tecnologia, pode deixar de lado uma grande aliada no processo educacional. Muitos professores tentam coibir o uso da tecnologia, mas essa é uma prática sem sucesso, pois ela já faz parte da vida dos jovens e, tendo em vista que não é possível proibir, por que não então tirar proveito dessa ferramenta?

É chegado o momento de superar a tecnofobia, ou o medo da tecnologia, e trazer essa ferramenta cada vez mais para dentro da sala de aula, não como substituta ao professor, mas como uma ótima ferramenta de auxílio ao longo de todo o processo. Mas chegar nesse ponto demanda esforço, aprendizado e o desenvolvimento de um projeto que envolva tanto a tecnologia quanto as práticas pedagógicas, esforço esse que não é nada simples.

Read More