Um critério de “chatificação”

image_pdfimage_print

Eu sou chato, você deve ser chato, pelo menos um pouquinho, toda pessoa normal é um pouco chata, tem lá suas manias e esquisitices, mas alguns, ahh, alguns estão de parabéns! Sim, de parabéns, porque não é qualquer pessoa que consegue atingir um nível tão refinado de chatice, para nossa sorte.
Todo mundo convive com algum chato e, caso você não conviva com nenhum, preocupe-se, pois o chato deve ser você. Tem o chato do colega de trabalho, o chato do vizinho, o chato que só conhecemos de vista, mas já achamos que ele é chato sem nem mesmo ter trocado uma palavra com ele, tem o chato da família e engana-se quem acha que vou falar da sogra, pois a sogra é “oconcur”. Para quem não sabe, oconcur é uma palavra derivada do francês hors-concours, que serve para designar uma pessoa ou trabalho que está fora de julgamento ou competição, dado seu grau de destaque e de superioridade, como a sogra, por exemplo, na categoria chatice, pois seria uma covardia em qualquer premiação alguém competir com ela.
Tem o chato do cunhado (a), o tio mala que sempre tem as mesmas piadas a duzentos e vinte e cinco anos, enfim, o chato é uma espécie que não corre risco algum de extinção, pois se prolifera com uma rapidez viral, uma epidemia, para a qual, aliás, não há tratamento ou vacina ainda.


De tempos em tempos surgem novas categorias de chatos, pois a espécie também evolui e vai para outras áreas, sendo que uma das mais recentes é o chato cibernético ou o chato social, aquele que vive infernizando a vida de todo mundo pelas redes sociais, aquele que te inclui em todos os grupos sem você pedir, que acha que você vai gostar de um perfil e fica de sugerindo, de minuto em minuto uma página nova, que acha que você passa seu dia jogando e, portanto, manda convite de todos os jogos disponíveis no Universo para você, além do chato que só da indiretas e acerta todo mundo menos a pessoa que ele queria, o chato que entra na sua publicação sem ser convidado e dá palpites com coisas nada a ver com o que você falava, que contesta tudo, só pelo fato de ser chato e nem adianta você mudar de opinião para concordar com o chato, pois como bom chato, ele vai mudar de opinião também e vai ser contra aquilo que ele mesmo disse, só para exercer seu direito divino de ser chato.
Existem os chatos que somos obrigados a conviver e aqueles que podemos escolher se queremos ou não, pena que nem todos podem ser assim, mas o chato cibernético enquadra-se na categoria dos chatos que podem ser facilmente removidos, basta um “Desfazer amizade” e, se for um chato Master Pluz Blaster Mega, também vale usar o recurso “Bloquear” e pronto, em dois clique seus problemas sumiram. Pena que essas opções não existem na vida real, já pensou como seria ótimo simplesmente bloquear algumas pessoas? Você passaria perto dela e ela não iria te ver, você poderia estar numa roda de amigos comuns, conversando todos juntos, mas o chato não iria ver você e nem você a ele, não saberiam as chatices faladas, mas conviveriam harmoniosamente entre os amigos, mas pode voltar para a realidade, pois isso não existe!
Eu estabeleci algumas regras para classificar os chatos do meu perfil, atribuo a eles pontuações seguindo a escala de critérios CQQ , que é uma abreviação para Critério Que eu Quiser, logo que o critério é meu, o perfil é meu e o chato inferniza a minha vida eu vou usar o CQQ a hora que bem entender. Vamos lá, a minha escala é mais ou menos assim:
• Posta tudo o que vai fazer, às vezes até o fato de ir ao banheiro = chatinho (10 pontos por comentário)
• De vez em quando aparece e faz algum comentário infeliz = chato de leve moderação (25 pontos por comentário)
• Mensagens que parecem as famosas correntes sobre temas bíblicos com ameaças do tipo: se não compartilhar é porque não ama a Deus ou a Jesus = chato nível 1 (50 pontos por mensagem)
• Toda hora posta indiretas (que você fica na dúvida se é para você ou não) = chato nível 2 (60 pontos por indireta)
• Manda convite de jogos = chatão (80 pontos por convite enviado)
• Marca seu nome numa publicação sobre alguma forma milagrosa para emagrecimento ou para ganhar dinheiro fácil, junto com outras 49 pessoas = chato Master Pluz Blaster Mega (100 pontos por marcação e bloqueio imediato)
Pelo meu critério CQQ, toda pessoa que atinge 100 pontos está excluída, pois vejo que isso é uma forma democrática e que dá ao chato o amplo direito a defesa, afinal, ela não será banido instantaneamente, menos no caso da marcação com os outros 49, porque esse não tem jeito e é besteira tentar insistir. Todo mundo tem seus deslizes, eu mesmo já cometi minhas gafes, mas como falei, alguns estão de parabéns!
Tenho certeza de que acabei de produzir provas contra mim mesmo, ignorando meu direito Constitucional, mas chato é isso, sempre quer compartilhar um pouco da sua chatice e esquisitice, portanto, se alguém quiser me bloquear fique à vontade e, de agora em diante, também tornei público meus critérios. Se você também tem o seu, compartilhe e ajude as pessoas a ficarem menos chatas ou, pelo menos, para que elas saibam o quanto são chatas.

Comente com o Facebook
Facebooktwittergoogle_pluslinkedin
Facebooktwittergoogle_pluslinkedinyoutube
Social tagging: >

Deixe uma resposta