Archives for Política

image_pdfimage_print

Era uma vez

Você gosta de contos de fadas? Eu gosto! Acho que pela forma lúdica com que eles contam fatos importantes, levam as pessoas a refletirem de uma forma que normalmente elas não fariam, muitas vezes, até sem perceber. Vou contar um, acompanhe:

Era uma vez, numa terra distante, um rei que estava com sérios problemas. Seu reino estava cercado de problemas econômicos, éticos e morais, era um verdadeiro caos.

Esse rei precisava de dinheiro para continuar sustentando toda a corrupção do império, que aumentava muito. A solução mais fácil era aumentar os tributos, mas seus súditos já não aguentavam mais tantas taxas e a angústia do rei aumentava.

Read More

Trump e o Muro

Se estou preocupado com o muro que o Trump quer construir? Com o muro físico, nem um pouco, acho que ele será tão eficiente quanto a proteção de qualquer casa, ou seja, é só mais uma medida inútil, assim como os muros, cercas elétricas e sistemas de vigilância, que só servem enquanto o ladrão não tem interesse na nossa casa, pois quando resolvem roubar, nada segura.

O que me chama a atenção nesse muro é muito mais seu significado psicológico e comportamental, do que o fato real. Trump é egocêntrico, psicopata, narcisista e o que mais você quiser chamá-lo, mas o fato é que ele está fazendo o que a sociedade e, principalmente, seus eleitores o apoiam a fazer.

Trump encarna e reflete o comportamento de muitos de nós. O simbolismo da construção desse muro escancara nossa postura intolerante e preconceituosa, mesquinha e doente e, por que não, assustada e medrosa, afinal, por qual outro motivo nos escondemos atrás de muros e fortalezas?

Read More

Crise Ética e Moral – Suas Consequências Futuras

Vivemos um período de crise ética e moral que, talvez, possa somente ser comparado a era da barbárie. Os desvios de conduta, os novos padrões comportamentais que estamos criando são extremamente perigosos e, ao que me parece, isso está sendo relegado ao completo descaso, não só pela população, mas pelos principais responsáveis, em tese, de manter a ordem pública.

Os fatos políticos que temos visto nesses últimos meses são extremamente preocupantes e nos remetem a uma reflexão muito mais profunda: o que estamos fazendo com o nosso futuro, com o futuro das próximas gerações e com o futuro de toda uma nação?

Confesso, tenho medo da resposta. Sou conhecido pelo meu pessimismo e ceticismo político, mas vislumbro um futuro muito pior ao momento trevoso que estamos vivendo. Os otimistas dizem que isso é o início de um processo de limpeza e, embora eu realmente torça para que os otimistas estejam certos, particularmente não acredito nisso, muito pelo contrário, vejo que estamos mergulhando numa das maiores crises éticas e morais da nossa história recente, crise essa que vai custar muito caro, vai custar muitas vidas, vidas essas que serão perdidas pela falta do básico necessário à sobrevivência, aliás, isso já pode ser observado, basta querer ver.

Read More

A TUA PISCINA ESTÁ CHEIA DE RATOS

Já cantava Cazuza, nos idos anos 80 e olhe que ele não vivenciou 10% da fétida corrupção que vemos hoje.

Hoje meu sentimento é de revolta, de ultraje, me sinto mal, dói a alma, a vergonha toma conta. A vergonha toma conta porque falta vergonha aos nossos Congressistas e, posso afirmar, não existem palavras ou termos educados para qualificá-los.

Os ratos são conhecidos por serem seres asquerosos, de comportamento que causa repulsa. Vivem imersos na sujeira, aliás, se alimentam da sujeira, trazem doenças, roubam comidas na surdina e, via de regra, agem durante a noite. Quando todos dormem, esses seres repulsivos saem das suas tocas, aprontam todas e, novamente, se recolhem ao seu submundo. Notou alguma semelhança com nosso Congresso e Senado?

Ontem, dia 29 de novembro de 2016, o Brasil estava de luto por uma das maiores tragédias aéreas, que culminou na morte de quase todos os jogadores da Chapecoense, mais de vinte repórteres, tripulação e outros profissionais e isso causou uma comoção nacional e internacional. O que nossos ratos fizeram? Aproveitaram-se de um momento de fragilidade e, na surdina, como é típico do comportamento de seres nojentos, aprovaram, sorrateiramente, um conjunto de medidas para protegê-los, investidos do maior cinismo e mau caratismo que lhes é possível.

Read More

Que tempos são esses?

Reconheço meu pessimismo, de fato, não sou daqueles que primeiramente vê o copo meio cheio, mas nos últimos tempos, talvez mais uma vez sendo pessimista, penso que quem consegue sempre ver o copo meio cheio, deve sofrer de alguma patologia, porque não é possível manter o alto astral e uma visão linda do mundo, diante aos absurdos que vivenciamos todos os dias.

Dessa vez resolvi mudar um pouco o foco do meu texto e, ao invés de ficar falando dos problemas que nos atingem, vou focar nas causas, aos menos teorizando sobre algumas, pois é claro, esse é um assunto amplo e, portanto, não seria possível de abordá-lo na sua plenitude.

Certa vez, Martin Luther King, disse uma frase que entraria para a história. Essa frase já foi dita em muitos contextos, mesmo antes dele, mas não é o caso discutir a autoria e sim, seu significado. Disse ele que “o que me preocupa não é o grito dos maus,  mas o silêncio dos bons”. Não sei quanto a vocês, mas a mim essa frase causa dores de estômago. É isso, o que nós, que nos consideramos pessoas de bem, estamos fazendo frente aos absurdos que presenciamos todos os dias?

Read More