Introdução

Em Busca do Eu Perdido, Uma Viagem de Autoconhecimento, é um livro que retrata a minha própria busca, a minha história de vida, meus medos, a minha essência, o meu próprio eu, as situações que marcaram minha vida e os impactos emocionais e físicos que essas marcas deixaram.

Essa história não está pronta, ela será escrita junto com o livro e, ao contrário de uma ficção, não terminará com o fim do livro, pois a vida continua e, ao invés de um ponto final, apenas reticências, abrindo espaço para questionamentos intermináveis e, talvez, sem soluções, como a vida de todos nós, sempre cheia de medos, desejos, objetivos, sonhos, sucessos, mas também fracassos e recomeços.

Refletir sobre os medos que paralisam, os desejos não realizados, os objetivos não alcançados, os sonhos frustrados, mas também as conquistas e tudo o que ainda há por viver, são alguns pontos que aqui serão retratados, na forma de reflexões e questionamentos que me faço todos os dias, na eterna busca de me encontrar comigo mesmo.

Espero terminar esse livro melhor do que comecei, com um pouco mais de respostas acerca da vida e de mim mesmo, assim como, também espero que essas reflexões possam te ajudar, pois como todos somos humanos, certamente as minhas indagações também podem ser suas, mas se não forem, que pelo menos você possa começar a levantar os seus próprios questionamentos e a buscar as suas respostas.

O que me motivou a começar a escrever esse livro foram as minhas últimas sessões de terapia, afinal, depois de dez anos de análise, creio que já é possível encontrar algumas respostas e tirar alguns esqueletos do armário, embora ainda não possua respostas para muitas coisas.

Vamos embarcar nessa viagem, rumo a um destino ainda desconhecido, uma viagem que até poderemos fazer juntos, mas ao final, cada um terá um destino próprio e distinto do outro.

Muitas e muitas vezes tenho a sensação de estar perdido em mim mesmo e imagino que não sou o único a ter essa sensação, por isso é que convido você a fazer, junto comigo, essa viagem em busca desse eu perdido, dessa essência que, em algum momento da nossa vida, ficou para trás, mas que precisamos retomá-la, pois disso depende a nossa saúde física e mental.

Ao longo desse livro, abordarei questões muito pessoais, portanto, inevitavelmente acabarei expondo muito da minha própria vida e dos meus familiares. Tudo o que vou expor, ao menos para mim, são questões superadas, motivo pelo qual, hoje me sinto à vontade para falar sobre elas.

O mesmo não posso dizer sobre opiniões de terceiros, em especial, da minha própria família, mas isso é uma questão que irá competir exclusivamente a cada um deles. Meu objetivo não é o de expor ninguém, tanto que, dentro da narrativa, não citei nomes, mas eu sei que pessoas próximas a mim saberão de quem falo, inclusive, elas mesmas, caso venham a ler esse relato.

Todo livro biográfico acaba trazendo esse conflito, pois não há como falar de uma única pessoa sem expor outras, uma vez que todos os nossos problemas e toda a nossa vida estão relacionados com a vida de outras pessoas, em especial, a nossa família.

De coração, hoje não tenho mais nenhuma mágoa de qualquer situação que aqui vou expor, mas é claro que muitas marcas ficaram e a minha escrita relata exatamente essas experiências, boas e ruins, que me fizeram ser quem hoje eu sou.

Se alguém se sentir ofendido, não foi a intenção, por outro lado, caso fique, pouco me importa. Estou buscando a minha história e o meu autoconhecimento, busco reviver as experiências que me causaram traumas e tudo isso sobre a minha perspectiva, deixando de ser o expectador da minha própria vida e assumindo o papel de protagonista.

Passei muitos anos me olhando pelos olhos dos outros, sentindo com o sentimento dos outros, pensando com o pensamento dos outros, mas agora chega e cada um que resolva os seus traumas e problemas psicológicos.

Gostou? Então acesse a página Clube de Autores e adquira logo o seu exemplar!

Deixe uma resposta